sexta-feira, 17 de março de 2017

Sábado é o ‘Dia Delas’ em Belford Roxo.

Que a mulher gosta de cuidar da beleza não é novidade. Agora poder cuidar da pele, fazer maquiagem, ganhar uma massagem corporal e caprichar na sobrancelha sem gastar nada é o que será oferecido no ‘Dia Delas’. E se isso não bastasse, ainda podem cuidar da saúde com afeições de pressão e realização de exames de glicemia e participar de sorteio de brindes. E para quem ainda tiver fôlego, pode participar de uma aula de zumba. Esses são os serviços gratuitos para as Mulheres de Belford Roxo.

O evento acontece neste sábado (18) no CIEP 112, Avenida Heliópolis s/n, no bairro de mesmo nome, das 14h às 17h.  E no centro do Lote XV no sábado dia 25/3.
Fonte: PMBR

Nesta semana a nova creche em Heliópolis teve seu primeiro dia de aula.

Manhã de festa na Creche Municipal Geraldo Dias Fontes que iniciou nesta segunda-feira (13) às aulas em um novo endereço. O atual ambiente fez com que as pessoas esbanjassem alegria. Da parte das crianças, que ganharam um lugar confortável, dos funcionários, que agora tem um local de trabalho limpo, arejado e com segurança e dos pais, que ficaram maravilhados com a qualidade do espaço. O Prefeito Wagner Carneiro, o Waguinho, compareceu ao local, conversou, brincou e tirou fotos com as crianças e responsáveis. E teve criança que não queria ir embora. No colo da avó, a dona de casa Maria Vilanir, de 61 anos, a pequena Gabi, de 2, recusava-se a deixar a escola.

Além do Prefeito, o primeiro dia de aula contou com a presença do Secretário de Educação, Denis Macedo, que foi recebido pelo diretor, Custódio Silva. Na oportunidade Waguinho anunciou que já existe um novo local na mesma rua onde será construído o prédio definitivo para a creche. “Estou muito feliz e vou trabalhar para que a nova creche seja entregue a população até o segundo semestre desse ano.” Disse o Prefeito.

A professora Elisângela de Oliveira Pinho, de 46 anos, era só elogios à unidade. “Agora os funcionários encontram um local com boa ventilação e ar condicionado e as crianças podem desfrutar de um espaço maior e melhor” ressaltou a professora. Opinião reforçada pela funcionária Rosimere Paixão, que atua há 23 anos na rede pública.

Quem também aprovou o novo espaço foi a avó da menina Elaine, de 2 anos, a auxiliar de higiene, Frauzina Vieira, de 57. “Não esperava essa qualidade toda, a creche é boa e está toda arrumadinha.”

A Creche Municipal Geraldo Dias Fontes, agora fica na Av. Heliópolis n° 750 a cerca de 300 metros do antigo endereço. Atende a cerca de 80 crianças, com a faixa etária dos seis meses a três anos e 11 meses. A unidade escolar funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, mas no momento por motivo de adaptação o funcionamento no primeiro dia foi de 7h às 9h, e será acrescentada uma hora por dia até ser alcançada a carga prevista.
Fonte: PMBR

quinta-feira, 16 de março de 2017

IPTU de Belford Roxo poderá ser pago em até 10 vezes.

Medida visa facilitar a vida dos moradores da região
Moradores de Belford Roxo foram ao setor de Cadastro Técnico da Prefeitura tirar dúvidas sobre o IPTU. Rafael Barreto / Divulgação
A prefeitura de Belford Roxo divulgou que os contribuintes da região que perderam o prazo para pagar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2017, à vista com desconto, vão poder parcelar o pagamento até dezembro deste ano.

Segundo Luiz Cláudio Vieira Rangel, Secretário Municipal da Fazenda, a medida foi orientação de Wagner Carneiro, o Waguinho, prefeito de Belford Roxo que alega que a ideia é facilitar a vida dos contribuintes. “Quem por algum motivo ainda não recebeu o carnê ou precisar de tirar dúvidas, pode comparecer ao Setor de Cadastro Técnico, que fica no térreo do prédio da Prefeitura Municipal, na Avenida Floripes Rocha 378, no Centro, de 8h às 17h. As dúvidas também podem ser esclarecidas pelo site: www.prefeituradebelfordroxo.rj.gov.br e clicar na aba IPTU 2017”, informou.


O IPTU poderá ser pago em qualquer agência bancária ou casa lotérica com vencimento até o dia 10 de cada mês. Após a data, o pagamento só poderá ser efetuado nas agências do Banco Itaú. A Prefeitura da cidade havia concedido desconto de 10% para pagamentos em cota única até o dia 31 de janeiro passado e um desconto de 5% para quem quitasse à vista até o dia 28 de fevereiro.

Contribuintes que estiverem com atraso de pagamento referente aos anos anteriores devem procurar Departamento de Dívida Ativa, que funciona no prédio anexo à Procuradoria Geral do Município (PGM), também na Avenida Floripes Rocha 380, onde poderá pagar o valor integral ou fazer o parcelamento do débito.

IPTU deve subir no Cidade do Rio

Nesta semana o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, afirmou que para aumentar a arrecadação tributária do município e evitar uma crise como a do estado, pretende aumentar impostos. O IPTU pode ser elevado em até 10%, e estuda-se cobrar de imóveis hoje isentos de pagamento. Segundo Crivella, as medidas são para evitar crise como a do estado e confirmou que quer taxar servidores inativos que ganham acima de R$ 5.531.

“Estudamos a questão do ITBI e do IPTU. E se necessária, a taxação dos inativos, que votei contra no Congresso em 2004. Mas, hoje, devido à irresponsabilidade de administrações passadas, que quebraram o Previ-Rio, estamos estudando”, disse.

Ao DIA, o presidente do Previ-Rio, Luiz Alfredo Salomão, voltou a afirmar que há necessidade de “se aplicar o que manda a lei”, referindo-se às Emendas 40 e 41, de 2003, que determinam a cobrança previdenciária de quem ganha acima do teto do INSS. Salomão diz que o déficit previdenciário previsto para este ano é de R$ 2,6 bilhões, sendo que a despesa com a folha é de R$4,7 bilhões e a receita de R$ 2,1 bilhões.
Fonte: O Dia

Confirmada a primeira morte por febre amarela no estado do Rio.

Agente prepara vacina para febre amarela Foto: DOUGLAS MAGNO / AFP
RIO - A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro confirmou, nesta quarta-feira, os dois primeiros casos de febre amarela no estado, entre elas a primeira morte. Os dois casos foram registrados em Casimiro de Abreu. Atualmente, o estado registra 36 casos suspeitos de febre amarela.

O pedreiro Watila Santos, de 38 anos, que morreu poucas horas após dar entrada, no fim de semana, no Hospital Municipal Ângela Maria Simões Menezes, em Casimiro de Abreu, estava com a doença, de acordo com o laudo divulgado nesta quarta. Ele foi internado com febre, dor de cabeça, taquicardia, falta de ar e dores no corpo, e não havia viajado para áreas com surto da doença.

O pedreiro morava com a família, composta por cerca de 30 pessoas, incluindo crianças, num terreno na localidade conhecida como Córrego da Luz. As sete casas do local são humildes, num chão de terra batida. A região, dizem os moradores, é infestada de mosquitos. A prefeitura garante que agentes fizeram no local uma nova varredura com larvicida na segunda-feira para eliminar possíveis focos do mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue, chincungunha, zika e febre amarela.

A cunhada Camila Oliveira da Silva, de 27 anos, conta que Watila procurou ajuda três vezes na última semana. Segundo ela, ele deu entrada na terça-feira com falta de ar, mas os médicos disseram que era sinusite. Na quinta-feira, ele voltou a passar mal, também com falta de ar, mas mandaram ele voltar para casa dizendo que era uma virose. Na sexta, ele estava muito mal, vomitando e foi levado para o hospital pela terceira vez pelo Corpo de Bombeiros, onde morreu.
Leia também: Ministério da Saúde não foi informado sobre 38 casos suspeitos no Rio
Fonte: Mariana Alvim - O Globo/ EXTRA

Procon descarta 227 kg de alimentos impróprios em Belford Roxo.

Procon Estadual descarta 227kg de alimentos em supermercados de Belford Roxo Divulgação
Fiscalização autuou três supermercados em Belford Roxo
Rio - O Procon Estadual descartou 227kg de alimentos impróprios para o consumo em três supermercados em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, nesta terça-feira, durante uma nova etapa da Operação Secos e Molhados.

De acordo com os agentes, somente no Multimarket, localizado na Avenida Júlio Amorim Pereira, no bairro Heliópolis, a fiscalização descartou 182,5 kg de produtos impróprios. No estabelecimento foram encontrados 131kg de ponta de costela e 10 kg de pernil sem proteção e sem etiqueta, além de 15,2 kg de queijo prato e 4,3 kg de queijo parmesão fora do prazo de validade.

No mercado também havia 22 kg de carne previamente moída exposta em uma bandeja, o que é proibido. A lei prevê que o produto deve ser moído na frente do consumidor.

No Extra, localizado na Rua Richard Carvalho,os fiscais encontraram 24 embalagens de massa para pastel vencida na câmara resfriada. Já na filial do Supermarket, na Avenida Joaquim Costa Lima, os agentes descartaram 40 kg de doces por estarem estocados fora das especificações do fabricante e quatro latas de 10kg cada, dos seguintes doces: uma de mamão com coco, uma de abóbora com coco e duas de cocada. 

Até o momento, nenhum responsável dos estabelecimentos foi encontrado para comentar as irregularidades divulgadas pelo Procon.
Fonte Arquivo: 07/03/2017 /O DIA

Prefeitura de Belford Roxo em "queda de braço" com o Aterro Sanitário da cidade. Secretária de Meio Ambiente Notifica responsável da Bob Ambiental.

Veiculado no Diário Oficial da cidade de Belford Roxo do dia 15/03/2017 o Auto de Infração e Notificação onde a Secretaria Municipal de Meio Ambiente apontou diversas irregularidades no local, inclusive operar o aterro como licença ambiental vencida.

De acordo com a publicação, a empresa responsável foi notificada a cessar atividades de potencial impacto ambiental e propôs provável rescisão de contrato com a prefeitura. Lei amais sobre o assunto no link da página do Diário Oficial em
A "Queda de Braço" deve mesmo acabar na Justiça
Reportagem do G1 fala mais sobre o assunto
No dia seguinte do RJTV ter mostrado o flagrante de crime ambiental onde caminhões despejam lixo sem tratamento em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, o dono do aterro sanitário denunciou que a uma milícia toma conta da cidade e invade a empresa para intimidar funcionários e depredar o patrimônio.

"Essa milícia toma conta da cidade. Ela invade minha empresa, invade à noite. Ameaça meus funcionários, chega no pessoal da balança e diz que vai prender todo mundo. Ameaça os caminhões que vão acessar a empresa".

De acordo com o empresário, as denúncias foram protocoladas no Ministério Público e nos órgãos ambientais, mas até o momento nada aconteceu. A prefeitura de Belford Roxo negou as acusações feitas por Moises Boechat.

A prefeitura também informou que vai acionar judicialmente o empresário. A Polícia Civil disse que a investigação está em andamento, e que a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente vai fazer uma perícia no aterro sanitário.

A prefeitura de Belford Roxo informou que reincidiu unilateralmente o contrato com o aterro sanitário. O Procurador Geral do município, Ricardo Tonassi, disse que a empresa se recusa a receber os caminhões de lixo da prefeitura por causa de uma dívida que já ultrapassa os R$ 3 milhões. Também nesta terça, o Instituto Estadual do Ambiente fechou o lixão e multou a prefeitura em R$ 3 milhões. Leia matéria completa em 
Fonte: Hora H/G1/O Globo

Prefeitura começa na próxima segunda-feira (20/03) vistoria em 98 táxis de Belford Roxo.

BELFORD ROXO - A Prefeitura de Belford Roxo começa em março a fazer vistoria em táxis, transporte escolar e vans de transporte alternativo. O objetivo é verificar a documentação e inspecionar o veículo para propiciar mais conforto e segurança aos usuários. As vistorias começam 20 de março e terminam em setembro. Atualmente, o município é responsável por vistoriar 98 táxis, 37 de veículos de transporte escolar e 112 de transporte alternativo.

O secretário de Mobilidade Urbana, Romão Villaça explicou que a vistoria é necessária, pois o transporte municipal é uma concessão da Prefeitura. Segundo ele, há motoristas que descumprem as regras e tentam burlar a lei. “Já apreendi um táxi que rodava com vistoria de 2015. Outra prática de alguns taxistas é querer cobrar a corrida no “tiro” (sem usar o taxímetro). Isso é proibido e o motorista, se flagrado, sofrerá severas punições. Uma medida que pretendo adotar é deslocar táxis do centro para pontos que iremos criar e outros bairros como Farrula, Heliópolis e Lote XV. São localidades que estão sendo reurbanizadas e cresceram muito”, disse Romão, destacando que autorizou que taxistas e motoristas de transporte alternativo (titular e auxiliar) podem usar bermuda jeans em serviço até o dia 31 de março.

Romão Villaça enumerou algumas preocupações principalmente com o transporte escolar. Ele alertou a pais e responsáveis que evitem contratar um veículo que não seja legalizado.

“A van, que tem de estar legalizada, precisa ter portas dos dois lados, além dos cintos de segurança, por exemplo. Não vale a pena pagar mais barato e colocar a vida dos filhos em risco”, resumiu Villaça.

Um dos pontos que a Secretaria de Mobilidade Urbana irá fiscalizar no transporte alternativo é a questão da gratuidade aos idosos. Segundo Villaça, há motoristas que não cumprem a lei. “Vamos apertar o cerco e quem não cumprir o que é determinado será punido até com a apreensão do veículo”, encerrou o secretário.

Para fazer a vistoria é necessário apresentar os documentos pessoais e do veículo (originais e cópias), além de pagar a taxa. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2761-7665 e 2761-2985. 

Calendários de vistorias:
Táxis
Finais de Placa Período de vistoria Local de Vistoria
0 e 1 20 a 24 de março Secretaria de Mobilidade Urbana
2 e 3 27 a 32 de março Secretaria de Mobilidade Urbana
4 e 5 3 a 7 de abril Secretaria de Mobilidade Urbana
6 e 7 10 a 13 de abril Secretaria de Mobilidade Urbana
8 e 9 17 a 20 de abril Secretaria de Mobilidade Urbana

Transporte Escolar
Placas finais Período de vistoria Local de vIstoria
0 a 2 3 a 7 de julho Secretaria de Mobilidade Urbana
3 a 5 10 a 14 de julho Secretaria de Mobilidade Urbana
6 a 7 17 a 21 de julho Secretaria de Mobilidade Urbana
8 a 9 24 a 28 de julho Secretaria de Mobilidade Urbana

Transporte alternativo
Período de vistoria Linhas Local de vistoria
1 a 4 de agosto Belford Roxo X Santa Maria Secretaria de Mobilidade Urbana
7 a 11 d agosto Belford Roxo X Sgt. Roncalli Secretaria de Mobilidade Urbana
14 a 18 de agosto B.Roxo X Barro Vermelho Secretaria de Mobilidade Urbana
21 a 25 de agosto B.Roxo X Parque São José Secretaria de Mobilidade Urbana
28 a 31 de agosto B. Roxo X Jardim Redentor Secretaria de Mobilidade Urbana
1 a 11 de setembro B. Roxo X Lote XV Secretaria de Mobilidade Urbana
Fonte: PMBR

Prefeitura de Belford Roxo facilita legalização de imóveis através do projeto "Morar Legal".

BELFORD ROXO - "Só é dono quem registra”. É com este slogan que a Prefeitura de Belford Roxo, através da Secretaria de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico, quer incentivar os contribuintes a fazer o registro de seus imóveis, através do projeto “Morar Legal”, que será lançado na próxima quinta-feira (16), a partir das 9h, na Praça Eliaquim Batista, no Centro. Até às 17h, cerca de 30 funcionários estarão num ônibus explicando e tirando dúvidas da população de como fazer a regularização. 

Segundo o prefeito Wagner Carneiro, o Waguinho, esta iniciativa vai de encontro às necessidades dos menos favorecidos. “Apesar de estarmos com menos de 90 dias de governo, temos trabalhado para atender toda a população. Este projeto vai atingir a todo o município dando conforto já que as pessoas não terão que se deslocarem de seus bairros para conseguir regularizar seus imóveis”, destacou o prefeito. 

De acordo com o secretário de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico, Carlos Santos, cerca de 80% da população do município não tem a escritura do imóvel cadastrada no Registro Geral de Imóveis (RGI). “É importante ter este documento. A regularização serve tanto para as pessoas que adquiriram seus imóveis pelo sistema de compra e venda quanto pelo usucapião. Desta forma os contribuintes terão seus bens mais valorizados. Pela lei do Código de Processo Civil (Lei 13.105/15) é possível regularizar terrenos com moradia, casa ou apartamento e passar a ser o proprietário, através do usucapião extrajudicial”, explicou.

Para facilitar a população, a Prefeitura fez uma parceria com os cartórios do 1º e 3º Ofícios de Justiça de Belford Roxo. O projeto “Morar Legal” será itinerante e, ao longo do ano, o ônibus passará por todos os bairros do município e será realizado pela Secretaria de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico, com apoio das Secretarias Municipal de Fazenda, Habitação e Urbanismo, Ciência e Tecnologia, a Procuradoria Geral do Município e a Comunicação Social.

Comentário do Blog do Lote XV
Basta saber agora se o atual governo municipal de Belford Roxo dará continuidade ao projeto do governo anterior "IMÓVEL LEGAL" que previa a Regularização Fundiária ou Legitimação de imóveis de Posse da cidade em situação irregular, ou fará como na maioria das vezes pelo governantes sucessores que é dispensar e ignorar os projetos das administrações anteriores, prejudicando os atendidos pelo mesmo e partindo do zero, onde o cidadão de bem terá que fazer tudo novamente tendo seus direitos ignorados e desprezados. A administração anterior havia cadastrado aproximadamente 900 imóveis através de ações sociais de cadastramento realizado em diversos bairros do município e essas famílias tem em suas mãos o "Protocolo de Cadastramento" onde aguardava a próxima etapa de andamento do processo pela prefeitura... A pergunta que fica no ar é a seguinte... E AGORA???
Leia mais sobre o projeto Meu Imovel Legal em:
Fonte: PMBR
Editado Por: Rogerio Gomes/Blog do Lote XV

Governo do Estado e Prefeitura oferecerem exames e óculos grátis em Belford Roxo.

BELFORD ROXO - No próximo domingo (19 de março), das 9h às 13h, o Governo do Estado, em parceria com a Fundação Leão XIII, Secretaria de Assistência Social e Cidadania e Secretaria do Idoso de Belford Roxo realizam no Centro Médico (Rua Tamoio, Heliópolis) o projeto “Novo Olhar”, que oferece exames de vista e óculos grátis a pessoas com idade superior a 40 anos. Serão distribuídas 500 senhas. É necessário levar identidade, CPF e comprovante de residência.

Na última edição, realizada no Colégio Destaque, em fevereiro, no bairro Parque Amorim, 500 pessoas foram contempladas com exames e óculos, que serão entregues no próximo dia 21. Na ocasião, o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social, Pedro Fernandes, mostrou quatro modelos de óculos que são distribuídos pelo projeto.
Fonte: PMBR

Doenças oculares atingem mais as mulheres.

SAÚDE - As mulheres são mais atingidas por problemas oculares do que os homens. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), duas a cada três pessoas cegas no mundo são mulheres.

Diante disso, a oftalmologista Kátia Mello, diretora do Centro da Saúde Ocular Kátia Mello, em Duque de Caxias, Rio de Janeiro, aproveita este Mês da Mulher para alertar sobre a importância da prevenção de doenças que afetam os olhos femininos.

Questões socioeconômicas, como as diferenças educacionais e financeiras, estão entre os motivos apontados pela OMS para a prevalência de doenças oculares em mulheres. Muitas não têm acesso a informações sobre cirurgia de catarata, glaucoma, entre outros problemas que afetam a visão. Em muitos casos, devido à distância de suas moradias, algumas também enfrentam dificuldades para acessar unidades de saúde.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), as doenças oculares que afetam desproporcionalmente mais mulheres do que homens são variadas. Alguns exemplos são a degeneração macular relacionada à idade, retinopatia diabética, olho seco, glaucoma, catarata, doenças neuroftalmológicas, doenças oculares inflamatórias e as relacionadas ao fluxo sanguíneo na região dos olhos. 

Outro fator que contribui para a maior suscetibilidade das mulheres a doenças oculares é o fato delas estarem vivendo mais do que os homens. Segundo o IBGE, enquanto a expectativa de vida dos brasileiros é de 71,3 anos, a da população feminina é, em média, 78,6 anos. Por isso, elas ficam mais expostas à catarata, degeneração macular, retinopatia diabética, síndrome do olho seco, entre outros problemas na visão.

Além de fatores ambientais, sociais e idade avançada, os problemas oculares em mulheres podem ter causas genéticas, hormonais e imunológicas. Doenças autoimunes como lúpus, artrite reumatoide e esclerose múltipla, que podem comprometer a visão, atingem com mais frequencia as mulheres.

A oftalmologista Kátia Mello explica também que durante a gravidez é necessária uma atenção redobrada à saúde ocular. “Nesta fase, os olhos costumam apresentar maior vulnerabilidade. É comum a mulher sentir a visão embaçada, olhos secos e ter reações a lentes de contato, além de aumento de grau de problemas refrativos já existentes, como presbiopia, hipermetropia, miopia e astigmatismo. Outra preocupação é com a pré-eclampsia, que consiste no aumento da pressão arterial, ocasionalmente a partir da 20ª semana, e o diabetes gestacional. Ambas podem provocar sequelas graves na visão”, orienta. “Exames oftalmológicos também devem fazer parte do pré-natal”, completa.

Visitas oftalmológicas periódicas devem estar incluídas na rotina de todas as mulheres. Além disso, de acordo com Kátia Mello, hábitos saudáveis também contribuem para a saúde da visão. Alimentação equilibrada, atividades físicas, controle do estresse, usar óculos escuros com proteção contra os raios ultravioleta, não fumar e evitar bebidas alcoólicas são algumas atitudes que ajudam a manter a saúde ocular.

De acordo com a médica, uma maior atenção governamental à saúde ocular feminina também é imprescindível. “Programas e projetos que facilitem o acesso a orientações, consultas e tratamentos oftalmológicos pelas mulheres de renda mais baixa são muito importantes para reduzir essa prevalência de doenças oculares em mulheres”, comenta Kátia Mello.
Mais informações no site: www.centrokatiamello.com.br.

Polícia prende suspeito com espingarda, drogas e recupera carro roubado na Guacha, em Belford Roxo.

BELFORD ROXO - Nesta terça-feira (14 de março), policiais militares do 39ºBPM (Belford Roxo), realizaram uma operação para inibir roubos, venda de entorpecente, ostentação de armas e retirar barricadas da Comunidade da Guacha, em Belford Roxo.

Os policiais foram recebidos a tiros e revidaram a injusta agressão. 

Durante a ação a polícia deteve um elemento de posse de uma espingarda de calibre 12 com 5 munições intactas, 01 rádio transmissor, 214 pinos de cocaína, 214 sacolés de cocaína. Uma moto roubada chegou a ser recuperada.

A ocorrência foi conduzida à 54ªDP (Belford Roxo).
Fonte: Notícias de Belford Roxo

Campeã Olímpica em Belford Roxo.

BELFORD ROXO - A judoca campeã mundial e olímpica Rafaela Silva visita a Vila Olímpica de Belford Roxo, nesta quarta-feira (15 de março), ao meio-dia. 

A atleta irá conhecer de perto os projetos esportivos desenvolvidos pelo município. Rafaela Silva, que faz parte do programa esportivo das Forças Armadas Brasileiras, tem a patente de terceiro sargento na Marinha do Brasil e integra a equipe do Centro de Educação Física Almirante Nunes (Cefan).
Fonte: Notícias de Belford Roxo

39ºBPM acaba com baile funk no Rola Bosta em Belford Roxo.

BELFORD ROXO - Na madrugada do último domingo (12 de março), policiais militares do 39º BPM (Belford Roxo), realizaram uma operação na comunidade do Rola Bosta (comunidade dominada pela facção Comando Vermelho) com o objetivo de proibir a realização de um baile funk e vendas de drogas. 

Chegando ao local, os PMs foram recebidos por diversos disparos de arma de fogo, porém, os agentes não revidaram devido a grande aglomeração de pessoas no interior da comunidade.

Os policiais encontraram a aparelhagem de som, sendo a mesma apreendida e levada para 54ª DP(Belford Roxo) para registro do fato.
Fonte: Belford Roxo On Line

terça-feira, 14 de março de 2017

ONG revitaliza área do antigo lixão de Gramacho com ajuda de crianças e famosos.

A ex-apresentadora Wanda Grandi e a atriz Flávia Alessandra ajudam moradores da comunidade nos últimos preparativos Foto: Arquivo pessoal
A comunidade Quatro Rodas, do bairro Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, recebeu, neste domingo, uma área de lazer revitalizada. Voluntários cobriram com grama o campo de futebol do local, plantaram mudas de árvores frutíferas no entorno e construíram uma arquibancada para que as crianças usem o espaço. Alguns artistas estiveram presentes.

— O campinho era todo de terra, então, quando chovia, ficava enlameado e as crianças não podiam usar o local. Ao redor do campo, plantamos bananeira, acerola e outras árvores, tudo com ajuda das crianças da comunidade — conta Maria La Croix, de 25 anos, uma das fundadoras da Organização Não-Governamental Resgate da Infância Social (ONG Riso).
Cerca de 80 voluntários estiveram presentes na reinauguração da área Foto: Divulgação / ONG Riso
Há cerca de dois anos e meio, quando a entidade foi criada por ela junto com as amigas Ligia Deschamps, Hayna Bittecourt e Paula Cardoso, elas vêm atuando na região promovendo eventos educativos e de lazer voltados para as crianças, como entrega de materiais escolares e palestras. A ação deste domingo foi fruto de um edital promovido pela empresa White Martins que a ONG ganhou em novembro.
Morador da comundiade ajuda na pintura da arquibancada do campo de futebol Foto: Divulgação / ONG Riso
Os voluntários começaram os trabalhos em janeiro e, no domingo, cerca de 80 estiveram presentes para reinaugurar a área. Até a atriz Flávia Alessandra compareceu e, acompanhada de sua filha Giulia, deu uma mãozinha.

Outra voluntária foi a ex-apresentadora Wanda Grandi, que completou 29 anos no sábado e aproveitou para comemorar com as crianças da comunidade.

— Quando vi essa área revitalizada, percebi que podemos ter esperança e que todo mundo pode fazer alguma coisa para melhorar a vida do outro — conta ela, que começou a se dedicar a causas sociais há cerca de três anos.
Fonte: Luís Guilherme Julião/EXTRA

"ACONTECEU NA FEUDUC": Professor que limpava arquivo de faculdade para pagar graduação leciona hoje na instituição onde se formou.

Sidney trabalhou por um ano na limpeza e organização do arquivo da Feuduc. Em troca, ganhou bolsa. 
Foto: Cléber Júnior / Extra
O frio na barriga que o professor assistente Sidney Silva dos Santos sentiu ao lecionar pela primeira vez para uma turma de graduação em História, há três anos, foi quase o mesmo que o então menino Sidinho sentia quando saía de casa, na Favela da Mangueirinha, em Duque de Caxias. Aos 8 anos, ele tinha a responsabilidade de vender todos os 40 pedaços de cuscuz para ajudar no sustento da casa.

Um hiato de 31 anos separou a infância — interrompida pelo trabalho — do sonho de ser um docente. Mas Sidney, hoje com 42, nunca desistiu. Com 12 , começou a trabalhar numa banca de jornal. Acordava às 3h30 e trabalhava até as 14h. Ia para a escola, mas não aguentava e dormia na sala. Aos 14, quando foi contratado por uma fábrica de plástico, abandonou a escola.

— Minha função era catar material reciclável na rampa do Lixão do Jardim Gramacho. Separava o material para a fábrica e uma parte para mim: os livros, revistas, jornais. Isso, desde cedo. No intervalo da venda de doces, ainda criança, eu lia gibis. Lia de tudo, sempre fui apaixonado por histórias — lembra Sidney, que seguiu trabalhando em fábrica, distribuidora, como segurança e até guarda municipal.

A vontade de voltar a estudar falou mais alto na fase adulta. Com 29 anos, concluiu os Ensinos Fundamental e Médio à distância. Em 2006, soube da graduação na Fundação Educacional de Duque de Caxias (Feuduc):
— Eu fazia alguns trabalhos em ótica e bicos como segurança. Então, me matriculei, na esperança de uma bolsa.
Sidney recorda a época em que trabalhou no arquivo da
Feuduc, onde leciona hoje Foto: Cléber Júnior / Extra
A paixão pelo curso de História era cada vez maior, mas a bolsa não veio. As dificuldades continuaram, e Sidney precisou interromper os estudos mais uma vez por mais de um ano. A solução foi um projeto criado por um professor dentro da faculdade. Ele contribuiria com a limpeza da instituição e ficaria isento das mensalidades.
— O professor Inácio Ferreira coordenou um grupo de organização e limpeza dos arquivos. Ele sabia da minha história e me selecionou. Estava no 4º período, e foi um ano de projeto. Depois, renegociei o final do curso e consegui concluir. Fui o primeiro na família a ter graduação - conta.
Desde então, Sidney nunca mais parou. Emendou a pós-graduação na Feuduc em Ciências Sociais e, em troca, começou a atuar como professor assistente. Hoje, é aluno do mestrado em Comunicação, Educação e Cultura na Faculdade de Educação da Baixada Fluminense (FEBF- Uerj). Continua como professor na sua faculdade de origem e, como bom historiador que é, orgulha-se de contar sua trajetória:

— Acredito que contar essa história incentiva outras pessoas e mostra que é possível realizar um sonho. Porque todo professor acredita na educação.
Fonte: Cíntia Cruz/EXTRA

Hemorio faz campanha de doação de sangue em campus da Unigranrio.

Campus Duque de Caxias recebe o projeto ‘Calouro Sangue Bom’ Foto: Divulgação / Unigranrio
A Unigranrio recebe hoje e amanhã (14 e 15) o Hemorio no campus Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. O projeto ‘Calouro Sangue Bom’ mobiliza há 17 anos alunos e não-alunos da universidade para doarem sangue.

Promovido pelo Centro Acadêmico de Medicina, o evento acontece das 9h às 16h na Rua Professor José de Souza Herdy, 1.160, bairro 25 de Agosto. A equipe itinerante do Hemorio levará cadeiras especiais, lanche e médicos, enfermeiros e auxiliares para as coletas, que serão feitas em duas salas de aula.

A parceria engloba também doação de medula óssea. Os alunos de Medicina da Liga Acadêmica de Oncologia e Hematologia de Medicina da Unigranrio/Caxias darão informações sobre todo o processo. Participarão membros do projeto de Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), que faz parte do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

- Estimular o hábito da doação de sangue entre os jovens é essencial para que consigamos atingir, no futuro, o percentual recomendado pela Organização Mundial de Saúde, que é de 3 a 5% da população doando sangue regularmente. Por isso, as campanhas nas universidades são tão importantes - alerta a chefe responsável pelo setor de Promoção à Doação de Sangue do Hemorio, Simone Maia.

A estudante de Medicina Mayara Vasti se tornou doadora assim que entrou na faculdade, há quatro anos. Desde então, só deixou de participar da campanha uma única vez, conta:
- Esse projeto facilita muito, ainda mais por eu ser de um curso que é integral. A gente entra na faculdade de manhã e sai no fim do dia.
Segundo o Hemorio, para doar sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos, estar bem de saúde e portar um documento de identidade oficial, com foto. Não é necessário estar em jejum, apenas deve-se evitar alimentos gordurosos e bebidas alcóolicas nas doze horas que antecedem a doação. Pessoas com idade entre 61 e 69 anos apenas podem participar se tiverem feito alguma doação antes de completar 60 anos.

Os jovens com 16 e 17 anos precisam de autorização dos pais ou responsáveis legais. É necessário apresentar - tanto os doadores quanto os responsáveis - identificação com foto. O modelo da autorização pode ser adquirido no próprio site do Hemorio.
Fonte: Juliana Alcantara/EXTRA

Moradores relatam que creche demolida na Baixada era invadida por usuários de drogas.



Shaila cadastrou filha na creche em 2015, mas não conseguiu vaga lá Foto: Cléber Júnior / Extra

Moradores relatam que creche demolida na Baixada era invadida por usuários de drogas.
Demolida na madrugada desta quinta-feira, a Creche municipal Geraldo Dias Fontes, no bairro Heliópolis, em Belford Roxo, Baixada Fluminense, costumava ser invadida por usuários de drogas. Segundo relatos de moradores da região, a Praça de Heliópolis, onde a creche ficava, estava virando um ponto de consumo e oferecia perigo a quem circulasse pelo local.

— Não sou totalmente contra nem a favor da demolição. Fiz o cadastro da minha filha aqui em dezembro de 2015. Consegui só esse ano, mas para uma creche mais distante. Ao mesmo tempo, era um lugar perigoso, sem policiamento. Chegaram a invadir a creche ano passado — lamentou Shaila de Assis Marques, de 27 anos, mãe da pequena Mikaella, de 1 ano e 10 meses.

Galpão da igreja para onde as crianças serão transferidas Foto: Fabiano Rocha / Extra

Já estava virando uma cracolândia — afirmou outro morador, que preferiu não se identificar.

A prefeitura disse que a Guarda Municipal vigiava a creche, e que havia denúncias de consumo de droga e prostituição infantil no entorno, mas ressaltou que não foi esse o motivo da demolição. Já a PM negou a falta de policiamento e disse que faz operações sistemáticas na região.

Sobre o destino da praça, a prefeitura disse que pretende revitalizar. Afirmou ainda que as crianças serão transferidas na próxima segunda-feira para um prédio anexo, da igreja, que oferece mais conforto.
Fonte: Cíntia Cruz/EXTRA Arquivo: 10/3/2017

Creche demolida funcionará em novo espaço em Heliópolis. 'Parece bem inadequado', diz promotora sobre imóvel que recebe crianças de creche demolida


fivi Foto: Cléber Júnior / Agência O Glo
O Ministério Público fez uma verificação, na manhã desta segunda-feira, no imóvel que vai receber as crianças matriculadas para a Creche municipal Geraldo Dias Fontes, em Heliópolis, Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A creche foi demolida na madrugada da última quinta-feira.

— Vamos avaliar se o espaço é adequado para receber essas crianças. Fizemos imagens e, à tarde, haverá uma reunião com o secretário municipal de Educação. Mas pelo que observamos, parece ser bem inadequado. Não tem ventilação, o material parece ser inflamável, sem espaço ao ar livre, nenhum tipo de solário — afirmou a promotora Renata Carbonel, subcoordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação (CAO Educação).
Beatriz Rocha procura uma vaga em creche para a sua filha Foto: Cléber Júnior / Extra
Se o MP entender que o espaço — que, segundo a prefeitura, pertence a uma igreja — é inadequado para receber as 76 crianças matriculadas na unidade, pode recomendar à Prefeitura de Belford Roxo que encontre um local favorável a receber esses alunos.
— A ideia é alinhar essas possibilidades com o gestor. Caso não haja um acordo, a prefeitura poderá ser acionada judicialmente — acrescentou a subcoordenadora do CAO Educação.

A vendedora Beatriz Rocha, de 18 anos, também achou o espaço pequeno. Ela cadastrou a filha Sophia, de 2 anos, na creche em dezembro do ano passado, mas ainda não conseguiu vaga:
— A creche estava num lugar que não oferecia segurança, com muitos drogados e pessoas que invadiam à noite. Mas aqui é muito pequeno. Muita criança para pouco espaço. Ainda não consegui vaga, mas mandaram eu voltar amanhã.

Segundo a prefeitura, as crianças matriculadas na Creche municipal Geraldo Dias Fontes começaram o ano letivo nesta segunda-feira. Esta é a semana de adaptação. Portanto, segundo a prefeitura, as crianças estão entrando às 7h e saindo às 9h.
Fonte: Cintia Cruz/EXTRA

Escombros de creche derrubada viram lucro para catadores .

A creche foi demolida na noite de quarta-feira. Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo
Um dia após a prefeitura demolir a Creche municipal Geraldo Dias Fontes, no bairro Heliópolis, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, catadores de ferro e cobre disputavam os materiais nos escombros, nesta sexta-feira.
— Estou pegando para levantar o muro da minha casa — disse um homem, que preferiu não se identificar.
Outros veem na demolição, a oportunidade de ter algum lucro. Desempregado, Leonardo Vieira Soares, de 35 anos, conseguiu vender o material por R$ 100, nesta quinta-feira. Ela passou todo o dia recolhendo ferro e cobre:
— Tenho cinco filhos e minha mulher também está desempregada. Pelo menos, com esse dinheiro já deu para batalhar um almoço. Ela foi ao mercado.
A creche foi demolida na noite de quarta-feira. Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo
Leonardo conta que a filha de 3 anos estudou na creche até novembro do ano passado, mas ele conseguiu transferi-la para outra unidade municipal.

— Claro que é chato uma creche fechar, mas para quem está desempregado adianta muito. Eu queria que fosse construído aqui um hospital grande com várias especialidades — acrescentou Leonardo.

Mas os planos da Prefeitura de Belford Roxo são outros. O governo municipal disse que vai revitalizar a Praça de Heliópolis, onde a creche ficava.
Fonte: Cíntia Cruz/EXTRA

PMs são presos acusados de formar milícia e matar testemunhas na Baixada Fluminense.

Vinícius de Oliveira Soares Foto: Reprodução
Os policiais militares Vinícius de Oliveira Soares e Irvin Tavares da Silva, lotados no 5º BPM (Gamboa) e 39º BPM (Belford Roxo) respectivamente, foram presos nesta terça-feira por policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Uma investigação da especializada revela que os PMs estariam formando uma milícia em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. De acordo com o delegado responsável pelo inquérito, Evaristo Magalhães, para se instalar na área, os policiais estariam matando opositores e pessoas que tentaram denunciar a atuação do grupo à polícia.
Os policiais tiveram a prisão decretada por dois homicídios junto com outros quatro coautores em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, e também por formação de milícia na área onde atuavam.

Irvin Tavares da Silva Foto: Reprodução
O mandado de prisão temporária foi expedido pela Vara Criminal da Comarca de Belford Roxo. Segundo as investigações, ele teriam assassinado a tiros Denis Gutemberg Pereira Lima e Brunei Evaristo da Silva no dia 6 de setembro do ano passado. O crime ocorreu na Estrada Dr. Farula 105, Bairro Heliópolis, em Belford Roxo. As investigações revelaram que Brunei havia tentado denunciar o bando à polícia por outro homicídio.

Como coautores do crime são apontados ainda Willian Silva Danta, Rodrigo Felisbino Moreno, vulgo RD, Anderson Bezerra Pereira, vulgo Nego, e Hugo Freitas Viana, todos considerados foragidos da Justiça.
Após sua prisão, Vinícius de oliveira Soares foi reconhecido por outras testemunhas como autor de um outro homicídio na mesma localidade, que está sendo investigado pela DHBF.
Já o PM Irvin Tavares também está sendo investigado em outros dois inquéritos, mas a Polícia Civil não deu mais detalhes sobre os casos. No total, os policiais são investigados em seis inquéritos.
Fonte: EXTRA 
Arquivo: 8/3/2017 Por Rafael Soares

"POLÊMICA": Com risco de desabamento, creche demolida em Belford Roxo era utilizada por usuários de drogas.

Demolida nesta quinta-feira, a Creche municipal Geraldo Dias Fontes, no bairro Heliópolis, em Belford Roxo, Baixada Fluminense, costumava ser invadida por usuários de drogas. Segundo relatos de moradores da região, a Praça de Heliópolis, onde a creche ficava, estava virando um ponto de consumo e oferecia perigo a quem circulasse pelo local.

— Não sou totalmente contra nem a favor da demolição. Fiz o cadastro da minha filha aqui em dezembro de 2015. Consegui só esse ano, mas para uma creche mais distante. Ao mesmo tempo, era um lugar perigoso, sem policiamento. Chegaram a invadir a creche ano passado — lamentou Shaila de Assis Marques, de 27 anos, mãe da pequena Mikaella, de 1 ano e 10 meses.
— Já estava virando uma cracolândia — afirmou outro morador, que preferiu não se identificar.

Segundo a Defesa Civil de Belford Roxo, o prédio apresentava grandes rachaduras, colocando a vida das pessoas em risco.
A prefeitura disse que a Guarda Municipal vigiava a creche, e que havia denúncias de consumo de droga e prostituição infantil no entorno, mas ressaltou que não foi esse o motivo da demolição. Já a PM negou a falta de policiamento e disse que faz operações sistemáticas na região. Sobre o destino da praça, a prefeitura disse que pretende revitalizar. Afirmou ainda que as crianças serão transferidas na próxima segunda-feira para um prédio anexo, da igreja, que oferece mais conforto.
Veja a entrevista!
 
Por: Cíntia Cruz
via: Jornal Extra/ Jornal Destaque Baixada
12/03/2017

Divulgado onde mais veículos são roubados na Baixada Fluminense.

Imagem ilustrativa: Lider Notícias.
De janeiro de 2016 a janeiro de 2017, mais de 45,9 mil roubos de motos e carros foram registrados no estado do Rio de Janeiro. Em comparação com o mesmo período do ano anterior, o volume de ocorrências desse tipo de crime cresceu 29,23%.
De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública do Governo do Rio de Janeiro (ISP-RJ), a delegacia de Vilar dos Teles, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, foi a que mais registrou roubos de veículos no período: 2.950 casos.

Levando em consideração todas as delegacias do estado, a que aparece em segundo lugar no ranking é Duque de Caxias, situada na região metropolitana do Rio de Janeiro, que somou 2.047 boletins do tipo.

Outras 9 delegacias, porém, registraram apenas 1 ocorrência ao longo dos meses. Veja quais são elas no fim da página.
Uma análise do ISP mostra que, desde 1991, os meses de março, abril e maio são aqueles com maior incidência de roubos de veículos no estado. Já o período entre julho, agosto e setembro aparece com as menores médias.
Veja, na tabela abaixo, as regiões do estado onde mais veículos foram roubados entre janeiro de 2016 a janeiro deste ano.
Ranking Batalhão da Polícia Militar Região da delegacia responsável Total de veículos roubados
1º 21º BPM Vilar dos Teles 2950
2º 15º BPM Duque de Caxias 2047
3º 9º BPM Honório Gurgel 1688
4º 41º BPM Pavuna 1679
5º 41º BPM Vicente de Carvalho 1548
6º 20º BPM Nilópolis 1537
7º 14º BPM Bangu 1495
8º 7º BPM Alcantara 1442
9º 41º BPM Ricardo Albuquerque 1439
10º 39º BPM Belford Roxo 1429
Para ver a lista completa acesse o link: 
Por Valéria Bretas
Via; Exame abril

Policiais do 39º BPM recuperam carro roubado no Roseiral.

Durante patrulhamento na comunidade do Roseiral, em Belford Roxo, nesta ultima segunda-feira (13/03), policiais do 39º BPM (Belford Roxo) tiveram a atenção voltada para dois suspeitos com atitude suspeita.

Durante a abordagem um dos suspeitos informou que estava de posse de um revolver cal.40. O outro suspeito foi encontrado com a chave de um carro (FIAT UNO - Placa KWH 4742) produto de roubo, que teria sido comprado por R$500,00 na mesma comunidade. Diante do flagrante os suspeitos e os materiais foram encaminhados para a 64º DP (São João de Meriti).
Fonte: Notícias de Belford Roxo

Homem é preso em flagrante por clonagem de carro em Belford Roxo.

Quem passava pela rua dos Amores, em Belford Roxo, baixada fluminense, talvez não imaginasse que uma oficina ali instalada fazia parte de um esquema de venda de carros clonados. Para passar despercebida, a mecânica prestava serviços legais à comunidade, como lanternagem ou pintura, e tinha até mesmo funcionários em situação, aparentemente, lícita. A Polícia Civil, por meio da DRFA (Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis), encontrou no local cinco veículos e materiais utilizados na remarcação de chassi.

A polícia informou que a oficina prestava serviços para uma organização criminosa que atuava na baixada fluminense. Os funcionários, que trabalhavam no lugar quando foi realizada a ação policial, foram encaminhados para prestarem depoimento. O proprietário do estabelecimento, Cláudio Bispo de Almeida, foi autuado em flagrante pelos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.
Fonte: R7

Presos acusados de formar grupo de extermínio na Baixada são presos.

Vinicius de Oliveira Soares, de 25 anos, e Irvin Tavares da Silva, de 33, foram presos, suspeitos de participação em um grupo de extermínio que agia em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Os dois policiais são moradores da região e já respondem por outras quatro mortes. Em um vídeo, eles e mais um homem, aparecem encapuzados, em uma emboscada que terminou com dois mortos. Fonte: Extra

Policia prende homem em oficina clandestina em Belford Roxo.

BELFORD ROXO - Um homem foi preso em uma oficina clandestina, na Rua dos Amores, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, nesta quinta-feira. De acordo com informações da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), o estabelecimento funcionava na casa do mecânico Claudio Bispo de Almeida. No local, os agentes encontraram cinco veículos e materiais utilizados na remarcação de chassi, que adulteravam os veículos.

Segundo o delegado Alessandro Petralanda, titular da DRFA, o suspeito mantinha a oficina aparentemente legal para despistar a polícia, fazendo serviços como pintura e lanternagem. A polícia destacou que havia ainda quatro funcionários que trabalhavam supostamente de forma lícita.

O grupo foi levado à delegacia para prestar depoimento. Já Claudio foi autuado em flagrante pelos crimes de receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.
Fonte: Jornal o Dia

Prefeito de Belford Roxo esclarece sobre atraso no pagamento dos servidores.

BELFORD ROXO - Em coletiva à imprensa, na manhã desta sexta-feira (10 de março), o prefeito de Belford Roxo, Waguinho, esclareceu o atraso no pagamento dos servidores públicos do município, que deveria ter sido pago no quinto dia útil de março (08 de março - quarta-feira) o salário referente a fevereiro.

Segundo Waguinho, o salário será pago na próxima terça-feira (14) e o atraso foi devido ao recadastramento dos servidores concursados com a transferência do cadastro antigo para o novo sistema. Waguinho também lembra que o governo tem somente dois meses e garantiu não acontecerá mais atrasos de salários.
Fonte: PMBR

Defesa Civil faz curso de nivelamento e prepara servidores para atuar em desastres ambientais.

BELFORD ROXO - A Secretaria de Defesa Civil e Ordem Urbana de Belford Roxo promoveu nesta sexta-feira (10) o Curso de Nivelamento em Defesa Civil, que teve como um dos objetivos preparar servidores de outros órgãos municipais para atuar em caso de desastres ambientais como queda de barreira e enchentes, por exemplo.

Em épocas de chuvas, Belford Roxo sofre com diversas áreas alagadas. O secretário Robenilson Vasques Fernandes revelou que técnicos da Defesa Civil já estão montando um estudo sobra a atualização do Plano de Contingência, documento onde estão listados todos os procedimentos de prevenção. Ele ressaltou que locais que ficam próximos a rios e canais como os que precisam de mais atenção em épocas de temporais. “Bairros como Babi, Vale do Ipê, Nova Aurora e Parque Amorim, entre outros, possuem históricos de alagamentos. Por isso, o cuidado é maior”, resumiu o secretário.

De acordo com o secretário-executivo, Sérgio Luiz Alves, o Centro de Monitoramento faz a previsão do tempo e verifica principalmente as áreas de alagamento. “Os Núcleos Voluntários de Defesa Civil, conhecidos como Nudecs, são formados pelos próprios moradores que colaboram para minimizar os transtornos causados pelos desastres locais mais comuns na região. Em caso de possibilidade de desastre ambiental eles entram em contato direto com a Defesa Civil pelos telefones 2761-7317, 2761-0558 e 2761-2132 (Centro de Monitoramento)

Os moradores, além de colaborarem mostrando os pontos mais vulneráveis de suas localidades, ainda se tornam parte do Plano de Contingência. Eles recebem possíveis alertas (pode ser por whatsapp, facebook ou telefone) de desastres e repassam para a comunidade.
Além disso, ligando para a Defesa Civil, os moradores ficam cientes de locais em sua região para que, em caso de desastres, possam se encontrar até que a Defesa Civil possa levá-los para abrigos provisórios. São os chamados pontos de apoio.

Redução de desastres
Um dos instrutores do curso, o agente Aroldo de Almeida explicou que a atualização do Plano de Contingência foi um dos temas debatidos. “A participação das Secretarias é importante, pois elas formam a engrenagem do sistema de redução de desastres. Durante o curso, mostramos aos participantes o nosso Centro de Monitoramento, que é fundamental para alertar às comunidades sobre qualquer eventualidade, como a possibilidade de um temporal, por exemplo”, frisou Aroldo de Almeida, que foi um dos palestrantes do curso junto com os agentes Jurandir Paz e Agnaldo Pinto da Silva.

A assessora executiva da Secretaria de Serviços Públicos, Elaine Pereira Francisco, 53 anos, que trabalha há mais de 10 na Prefeitura, foi uma das participantes do curso. Ela gostou do conteúdo do curso e falou sobre a importância de estar preparada para qualquer eventualidade. “Os conhecimentos serão fundamentais no caso de um desastre como temporal e enchente”, arrematou.
Fonte: PMBR