Comments

Belford Roxo cria projeto para construção de parque municipal e corredor verde.

Caminho da Fazenda do Brejo será revitalizado
Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo
BELFORD ROXO - Lazer, história, cultura, ecologia. Tudo reunido numa imensa área verde. E o projeto de criação do parque municipal e do corredor verde, criado pela Prefeitura de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, vai ligar duas construções históricas: a Fazenda do Brejo e a Fazenda Boa Esperança.

A área das ruínas da Fazenda do Brejo, de 1815, foi cedida ao projeto pela Uniabeu Centro Universitário. A ideia, segundo o vice-reitor da instituição, Paulo Roberto de Menezes Chaves, é contribuir para o desenvolvimento.

— A cidade não tem nada. Não existe um teatro, um espaço para as pessoas passearem, nunca teve. Ali tem árvores nativas, já serviu de laboratório natural, recebe visitas de escolas. Estamos esperançosos — assinala Menezes Chaves.


A trilha que dá acesso à fazenda vai ser revitalizada. Nos próximos dias, será assinado um decreto pelo tombamento da construção. Este é o primeiro passo. A prefeitura agora se prepara para apresentar o projeto para os proprietários da Fazenda Boa Esperança e para a Bayer, cuja parte da área integra o espaço onde será o corredor verde.

— Vamos apresentar o projeto de forma mais detalhada. A ideia é que a Fazenda Boa Esperança seja aberta para visitação. Lá tem muito material arqueológico — explica o secretário municipal de Meio Ambiente, Flávio Gonçalves.

Para tirar o projeto do papel, a prefeitura pretende chamar a atenção da iniciativa privada.

— Já recebemos a visita de fundos internacionais. Mas ainda não temos a estimativa de custo total do projeto, porque ainda é preciso fazer o levantamento na área — explica Gonçalves.

O projeto conta com o apoio do Instituto de Arqueologia Brasileira. O secretário municipal de Articulação Política, Algacir Moulin, disse que as empresas também podem apoiar como medida compensatória.

— A ideia é atrair investidores, gerar emprego e renda — diz Moulin.

Fazendas guardam a história da cidade
Ruínas da Fazenda do Brejo Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Na Fazenda Boa Esperança já foram cultivados café e laranja. E lá também teve criação de gado. No imóvel, ainda há objetos originários do período colonial.

A Fazenda do Brejo — que fica atrás do Uniabeu Centro Universitário — pertenceu ao Barão de Jacutinga e ao Visconde de Barbacena. O imóvel foi núcleo de uma vila que passou a ser denominada Belford Roxo, em homenagem ao engenheiro maranhense Raimundo Teixeira Belford Roxo.


As informações sobre as fazendas estão no livro “Visão de um novo olhar — Fotos e fatos da cidade do amor”, de Américo José Batista.

Além de visitação às fazendas, o parque municipal vai oferecer campo de futebol, lago artificial, viveiro de mudas, arvorismo, concha acústica e área kids. Ainda não há previsão de conclusão das obras, mas a estimativa é de que seja até o fim do mandato do atual prefeito, em 2020.

Em nota, a Bayer disse que não foi oficialmente notificada e não teve acesso aos detalhes do projeto. Portanto, não poderia se posicionar.
Ruínas da Fazenda do Brejo Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Ruínas da Fazenda do Brejo Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Fonte: Cíntia Cruz/EXTRA

Share on Google Plus

About BelfordRoxoNotícias

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

MAIS ACESSADAS RECENTES

TV BAIXADA